Áreas de atuação

 

Áreas de atuação

As áreas de atuação abrangem a Biotecnologia Vegetal, a Fisiologia do Desenvolvimento Vegetal e a Genética Vegetal. As principais linhas de pesquisa em andamento vinculam-se:

  • à indução e controle da morfogênese in vitro;
  • a cultura de tecidos e micropropagação de plantas;
  • a conservação in vitro de germoplasma;
  • a caracterização da variabilidade genética por meio de marcadores moleculares;
  • a seleção assistida por marcadores;
  • a genômica e proteômica;
  • o sequenciamento genômico;
  • a genética de populações;
  • a ecologia molecular;
  • a dinâmica da movimentação de alelos.

Espécies

Vários projetos de pesquisa se encontram em andamento destacando-se aqueles relacionados com espécies nativas, tais como Euterpe edulis, Acca sellowiana, Araucaria angustifolia, Bactris gasipaes, Bromélias, Lipia Alba e Dicksonia sellowiana. Espécies exóticas frutíferas também têm sido alvo de estudos e entre essas se destacam os projetos com Malus domestica, Prunus domestica e Vitis sp.

Fontes financiadoras

As fontes financiadoras incluem agencias federais e internacionais de fomento a C&T, bem como a agencia estadual de SC (FAPESC).

cnpq                      logo_capes                            fapesc1